quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Fitzgerald & Armstrong



The Complete Ella Fitzgerald & Louis Armstrong On Verve (1997)




Quando eu estava preparando o post do 'Red Hot + Gershwin', escrevendo a resenha, etc, me deu vontade de escutar ‘Porgy & Bess’ pra dar um clima, coisa e tal, então lembrei que eu tinha um mini-box com as gravações completas que Ella Fitzgerald e Louis Armstrong fizeram juntos pela gravadora Verve, sendo uma destas a versão completa de ‘Porgy & Bess’. Acabei escutando os três CDs de uma vez só e resolvi então disponibilizá-los aqui.
Esta mini-box, uma edição luxuosa lançada em 1997, com dois encartes muito bacanas, contém os 3 discos da dupla lançados pela Verve: ‘Ella & Louis’ , de 1956, ‘Ella & Louis Again’, de 1957, e ‘Porgy & Bess’, de 1958, e mais duas faixas de registros ao vivo no Hollywood Bowl, em 1957. Nos dois primeiros, eles foram acompanhados por uma banda de all-stars do jazz: Oscar Peterson (piano), Herb Ellis (guitarra), Ray Brown (baixo), Buddy Rich (bateria no primeiro disco) e Louie Bellson (bateria no segundo disco) – garantia de qualidade total. Já no terceiro disco foram acompanhados pela Russell Garcia’s Orchestra, com arranjos e regência do próprio, e a participação do The Judd Conlon Singers na faixa ‘Oh, Lawd, I'm On My Way’.
Depois disso nunca mais chegaram a gravar um disco juntos, mas dividiram o mesmo palco algumas vezes, e se transformaram em verdadeiros ícones da música mundial, deixando um legado de extrema qualidade, continuando a influenciar gerações e gerações de músicos e artistas mundo afora.

Disco 1: 16 faixas, VBR 224/320
Disco 2: 16 faixas, VBR 224/320
Disco 3: 15 faixas, VBR 224/320

Links
Parte 1 (76,68mb) – Sharebee
Parte 2 (61,47mb) – Sharebee
Parte 3 (77,64mb) – Sharebee
Parte 4 (60,45mb) – Sharebee
Parte 5 (83,24mb) – Sharebee
Parte 6 (79,06mb) – Sharebee

13 comentários:

Esquadrão SS disse...

Duplinha du caralho! Valeu!

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Faaaala, Rodolfo!
É isso aí mesmo! rsrsrsrs Duas vozes inconfundíveis; sensacional!
Abração.
ML

CelsoLoos disse...

Até pouco tempo atrás falar em 1 terabyte para um usuário doméstico era algo que beirava o cúmulo do excesso.
Semana passada me ofereceram um a 500 paus cash e relutei.
Acho que vou ter que economizar essa grana, pois vai mais 6 links pro saco.
Obrigadaço

Anônimo disse...

Traduz aí Celsicha pq naum entendi nada.
Abraços, Miguel

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Graaaaaaande Celso Looooooooooos!
Você tem toda a razão, é o cúmulo do excesso, uma coisa totalmente sem propósito, inexplicável, que chega a causar um estranhamento e uma coceira no cerebelo, mas a pergunta que não quer calar é: o cara ainda tem uns HDs desse aí? R$500,00? Acho que vou querer uns três... rsrsrsrsrsrsrs A outra opção é gravar trocentos CDRs ou DVDRs e deixar o HD livre pra uma emergência, tipo conseguir a discografia completa do Frank Zappa em qualidade BluRay rsrsrsrsrsrs
Há mais ou menos 1 ano eu comprei um HD portátil só pra me dar uma força, etc, e só me deu mais trabalho, porque ficou mais um HD pra fazer backup...
Entendeu a história agora, Miguel?
Abração.
Valeu!
ML
P.S.: Assim que eu terminar os re-ups vou upar e postar o 'Porgy & Bess' do Mestre Miles Davis, é só aguardar (e preparar o HD...).

CelsoLoos disse...

Um conselho de amigo:
Nunca - eu disse NUNCA - use um HD externo para guardar seus backups.
Esses caras são como freio de carro velho: Só se descobre que não funciona quando precisar usar.

Que o preço do cara é phoda isso é.
Vou ver com ele uma lista completa.
Um colega pegou um de 500mb por R$ 219,00. Mas tudo do cara é cash, sem aquela de 10x sem juros no cartão.

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Faaaala, Celso!
Uso mue HD externo basicamente pra 3 coisas: desafogar os HDs internos, quando estes ficam cheios; transportar meus arquivos para outros computadores; suporte de porta-retrato rsrsrsrsrs Mas nunca tive problemas com ele (pelo menos até agora...).
Fique tranks porque não precisarei desse absurdo terabytico tão cedo, fiz uma limpa total nos últimos meses e todos os HDs estão com muuuuuito espaço.
Valeu, meu camarada.
Um abraço.
ML

Anônimo disse...

http://genesismarillion.blogspot.com Blog ottimo da visitare. progressive '70 e New Prog 80/90

Alvaro disse...

Caro Marcello L. a.k.a. etou reativando meu blog Lightness2 e gostaria de contar com sua estimável colaboração para divulga-lo.
Grande abraço!
Alvaro
http://lightness2.blogspot.com/

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

. Anônimo,
'grazie' pela dica, vou conferir.
. Grande Alvaro!
Que ótima notícia! Vou colocar o link pro novo Lightness aqui na minha lista de blogs amigos e logo farei uma visita. Boa sorte, meu camarada!
Um abraço.
Valeu!
ML

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Eu tenho esse 'Porgy & Bess' em vinil, hehehe. Gosto tanto dessa 'opereta' que tenho, também em vinil, uma versão instrumental com Oscar Peterson e Joe Pass.
[]ões

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Faaaaaala, Graveto!
Clássico total, não tem errada. Essa versão do O. Peterson e J. Pass eu não conheço, vou ver se acho por aí.
Abração!
ML

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Diiiga, maluco!
O mais interessante nesta versão é que o Oscar Peterson toca clavichord ao invés de piano. Não demonstra muita intimidade com o instrumento mas como o cara era gênio...
[]ões