quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Beth Orton

Esta postagem é, na realidade, uma atualização, já que em 30/04/2009 (sob o título 'A Artesã da Canção') eu postei aqui a discografia dessa maravilhosa cantora, compositora e instrumentista, da qual sou fã confesso e extremado – depois de tanto tempo e de tantos entreveros, os links já estão todos expirados ou foram deletados. Aproveitei que após longos, muito longos, longuíssimos 6 anos de silêncio fonográfico, foi lançado muito recentemente o belíssimo e totalmente excelente álbum 'Sugaring Season' - para mim já figura entre os melhores discos do ano e, provavelmente, o melhor lançamento de folk, folk/rock. Deixo com vocês, então, a postagem original (abaixo), devidamente atualizada.
Beth Orton ficou conhecida no começo de sua carreira por ter participado no disco ‘Exit Planet Dust’ da dupla de música eletrônica The Chemical Brothers (na faixa ‘Alive Alone’) e, também, por fazer um som que ganhou o insólito rótulo (sempre tem um rótulo...) de ‘folktronica’, justamente por misturar música folk com batidas eletrônicas (dãããã... rsrs), tendendo ao trip-hop.
Na verdade, essa mistura só está presente assim mais evidentemente em seu primeiro disco, ‘SuperPinkyMandy’, lançado somente no Japão, que foi produzido por William Orbit (que era o namorado dela, na época), logo após a contribuição de Orton em seu disco 'Strange Cargo III'. A partir de ‘Trailer Park’, que ela considera como seu verdadeiro primeiro disco solo, ela se dedicou ao folk com pitadas de rock e pop, tendo, em poucas canções, uma ou outra batida eletrônica.
A música dessa inglesa de Norwich é aparentemente simples, mas suas composições têm tanto sofisticação quanto beleza, o que acabou conquistando muitos artistas relevantes, sendo que vários deles chegaram a participar em seus discos, como Ben Harper, Terry Callier, Ryan Adams, Ben Watt (Everything But The Girl), Johnny Marr, Emmylou Harris, Jim Keltner, Jim O’Rourke e M Ward.

Eu tive o prazer de assistir a um pequeno show dela, bem no início da carreira, e desde então virei fã, não só pela aparência da menina (rsrsrs) e pela sua voz deliciosa, ou pelo belíssimo exemplar de violão Gibson que ela estava tocando (rsrsrs), mas principalmente pelo seu talento em construir melodias e canções, daquele tipo que dá vontade de cantar junto o show inteiro. Aliás, suas canções tem mesmo esse apelo: o de nos convidar a cantar e refletir sobre suas letras. Beth Orton é uma verdadeira artesã da canção.

Os discos que estou disponibilizando aqui são esses:

. ‘SuperPinkMandy’ (1993) – Esse CD era bem raro de se encontrar, já que somente 5.000 cópias foram editadas, mas graças ao sucesso dos outros discos ganhou uma nova edição. É o que tem a maior quantidade de elementos da música eletrônica.
. ‘Trailer Park’ (1996) – Foi indicado em duas categorias do Brit Awards (Melhor Revelação e Melhor Artista Feminina) e o single de ‘She Cries Your Name’ figurou no UK Top 40; com esse álbum ela também ganhou o Mercury Prize.
. ‘Best Bit’ EP (1997) – Conta com a participação de Terry Callier em duas canções (‘Dolphins’ e ‘Lean On Me’)
. ‘Live At Sessions At West 54th’ (1998) – Este não é propriamente um CD, mas o registro de áudio da apresentação no programa americano de TV chamado Sessions At West 54th. Se não me engano, uma ou duas faixas estão com pequenos problemas, mas que não chegam a comprometer totalmente a audição.
. ‘Central Reservation’ (1999) – Algumas canções desse disco são levadas somente por voz e violão, em outras é acompanhada por Ben Harper (‘Stolen Car’ e ‘Love Like Laughter’) e Terry Callier (‘Pass In Time’), além disso, traz as participações de Dr Robert (da banda The Blow Monkeys) e Ben Watt (Everything But The Girl). Com este disco ela ganhou seu segundo Mercury Prize.
. ‘Concrete Sky EP’ (2002) – Na verdade, é o single que precedeu o disco 'Daybreaker'; essa canção, que é uma parceria dela com Johnny Marr, tem Ryan Adams fazendo a segunda voz e também tocando piano e guitarra.
. ‘Daybreaker’ (2002) - Este disco surgiu de 25 músicas que Beth gravou com sua banda em duas semanas, mais os trabalhos que vinha fazendo em parceria com Johnny Marr e Ryan Adams.
. ‘The Other Side Of Daybreak’ (2003) – Versões remixadas das músicas do disco ‘Daybreaker’.
. ‘Pass In Time: The Definitive Collection’ (2003) – Coletânea que traz os maiores sucessos, b-sides, participações em discos de outros artistas e algumas raridades.
. ‘Comfort Of Strangers’ (2006) – Gravado em apenas duas semanas, em New York, com o produtor e multi-instrumentista Jim O’Rourke e Tim Barnes (bateria e percussão)
. ‘Sugaring Season’ - após um hiato de 6 anos, finalmente um novo álbum! E que belo álbum! Agora é rezar aos deuses do Olimpo musical que ela não volte a ficar tanto tempo longe dos estúdios!
. Extras – Reuni aqui algumas colaborações e participações que não constam nos discos disponibilizados.
Divirtam-se!

Site Oficial
Fan Site
MySpace
Wikipedia

Download Links (5kb) - Mirror Creator

12 comentários:

night-night, friends. disse...

Olá! Sou muitíssimo fã da Beth também, acho ela incrível. Gostaria que você disponibilizasse um link para baixar somente o sugaring season (o resto todo já tenho... hehehe)
Obrigadão!
Evelyn.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Carissississississíssima Evelyn!
Antes de tudo, seja bem-vinda!
Nesse link do Mirror Creator você poderá baixar um documento do Word que contém uma lista com links para todos os discos, inclusive o Sugaring Season.
Ou, então, você pode visitar meu outro blog, o Plano Z, onde postei somente esse disco:
http://planozz.blogspot.com.br/2012/09/blog-post.html
Divirta-se!
Valeu!!

Pirata do Rock disse...

Oi Maddy, voltei com um novo endereço. Tem como atualizar aqui e no Plano Z?
www.piratarockk.blogspot.com
Obrigado e abraços.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaande El Piratón!
Já está devidamente atualizado;
Grande abraço!

Anônimo disse...

Sei que aqui não é lugar de pedidos - ou é? -, enfim, mas, por favor, seria muito pedir a discografia do Glass Hammer?

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Caro anônimo, seja bem vindo.
Aqui é o espaço pra tudo, até para pedidos, porém... Acho que não poderei te ajudar. Eu não tenho a discog completa do Glass Hammer e, na verdade, entre tudo o que já escutei dos álbuns deles, eu não gostei bem mais do que gostei; talvez por isso eu unca tenha me interessado em ter todos os discos.
De qualquer maneira, acho que não deve ser difícil encontrá-los pela rede.
Boa sorte!
Valeu!

arthur falco disse...

beth orton é bacana demais, vejamos o que vai ser esse album. abração senhor maddy lee!

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaaande Senhor Arthur Falco!!
Andas sumido, meu caro!
Vai sem medo que esse disco novo está sensacional.
Abração!

Anônimo disse...

Olá, Maddy Lee!
Por favor, qual é a possibilidade real de você disponibilizar a discografia completa do grupo Carrapicho?
Um beijinho, Denise.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Miguelito, mizifi, postarei a discog do Carrapicho assim que tirá-los todos de dentro do centro do olho do seu...

Progshine disse...

Nao lembro onde eu peguei o best of dela, talvez tenha sido até no seu Blog antes. Mas nao gostei nao rs

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Então acho que vais continuar sem gostar, mizifi... rsrsrsrs
Abração!