quinta-feira, 3 de abril de 2008

Raridade e Novidade do R.E.M.



R.E.M. In The Attic - Alternative Recordings 1985 - 1989 (1997)







Accelerate (2008)





R.E.M.
é uma das minhas bandas preferidas que faz o que chamo de PopRockAlternativoAmericano. Desde seu início, como banda alternativa, até hoje em dia, já tendo atingido o status de ‘mega sucesso’, a banda se mantém fiel ao seu estilo e, mesmo passando por alguns percalços e períodos de inatividade, continuam lançando bons discos com regularidade. Estiveram em seu auge tanto de popularidade quanto de qualidade musical com os discos ‘Out Of Time’ e ‘Automatic For The People’; não que seus discos anteriores fossem ruins, nada disso, mas esse foi o momento em que a banda amadureceu tanto no sentido de carreira quanto na esfera puramente musical. Depois disso lançaram discos que, se não ficaram à altura dos anteriores, pelo menos nos agraciaram com várias músicas que já se tornaram clássicas em sua discografia; sem contar que eles tiveram que lidar com a saída do baterista Bill Berry, de certa forma traumática, e toda a pressão advinda desse ‘mega sucesso’.
Agora estão lançando um novo disco, ‘Accelerate’, depois de quatro anos sem um disco de inéditas. A imprensa vem enchendo a bola do disco e confesso que, depois de uma única audição, achei que esse é realmente o melhor disco desde ‘Automatic...’, mas também não será um marco na carreira deles como foi ‘Out Of Time’.
Accelerate’ é um disco enxuto, 11 faixas de curta duração, sem excessos, com bons rocks e baladas, todas com ótimos trabalhos de guitarra de Peter Buck, a eficiência de sempre de Mike Mills e, claro, com as letras e interpretações muito particulares de Michael Stipe. ‘Living Well Is The Best Revenge’ é uma música que poderia ter sido tirada de ‘Green’; ‘Houston’ não faria feio em ‘Automatic...’, assim como ‘I’m Gonna DJ’ poderia estar em ‘Out Of Time’; ‘Accelerate’ e ‘Mr. Richards’ também são sérias candidatas a ficar no set list dos shows dos próximos anos. Ouça e me diga o que achou, se foi um prazer, ou não...
Vou aproveitar essa oportunidade para postar também uma semi-raridade da banda: a coletânea ‘R.E.M. In The Attic - Alternative Recordings 1985 – 1989’.
Este disco foi lançado na época em que a EMI estava comemorando seus 100 anos e resolveu presentear seu público com edições especiais, a série ‘Essential’, e nos mostra a banda antes de alcançar fama mundial, com músicas mais ‘cruas’ e diretas, e trazendo faixas raras, versões ao vivo, b-sides e algumas ‘covers’, entre essas a versão deles para ‘Toys in The Attic’, do Aerosmith, cujo título acabou inspirando o nome desse disco.

Novos Links!
R.E.M. In The Attic
15 faixas, VBR 224/320, 90,18mb
Sharebee

Accelerate
11 faixas, 320k, 85,68mb
Sharebee

13 comentários:

alice in wonderland disse...

li ontem que eles estavam lançando esse disco mas não esperava encontrar aqui - que maravilha hein?!!
tenho certeza que vou adorar!
bêjos.
alice

Cathy WI disse...

I love REM! Thanks for share this one.

Loki Lucky disse...

Cara, acabei de escutar os dois discos e vou te dizer que eles são du caraio! Se você tiver mais discos deles pode mandar!

Valeu!
Loki Lucky

Robur, the Loch Ness Monster disse...

REM é sempre bem-vindo, manda mais! rss
Abração

woody disse...

Maddy meu caro, seu blog está mesmo bem eclético. Tenha dó do meu HD.

Meus "parachoques"!!!

Abraço,
WOODY

P.S.: O comentário excluido acima foi meu. É que saiu duas vêzes.

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

. Alice,
eu sei que você se amarra na banda, acho que você vai curtir muito os dois discos.
. Cathy Wi,
welcome to the The Electric Swamp! Thanks for your comments. Make yourself comfortable to comment every time you want to.
. Loki,
meu véio, beleza? Andavas sumido. vou responder a você e ao
. grande Rodolfo.
Ainda vou fazer uma pesquisa por aí, mas acho que deve ser fácil encontrar outros do R.E.M. em outros blogs, se vocês quiserem algum disco específico entrem em contato, OK? Tenho aqui mais uns 3 ou 4 deles (em CD) e acho que outros em mp3.
. Woody,
não tenho dó, nem ré, nem mi do seu HD! (rsrs) Afinal de contas eu também baixo uma pancada de coisas lá do Boogie Woody. Já deletei definitivamente o seu comentário deletado. (rsrs)
Meu gosto musical é mesmo bem eclético, espere pra ver o que ando aprontando para os próximos posts.
Abraços pros caras,
kisses for the girls!
Valeu!
ML

woody disse...

O seguinte é esse: achei o In The Attic meu monótono, mas o Accelerate é um ótimo disco do R.E.M., desde Automatic for the People que eles estavam devendo um disco decente. Gostei bastante, parece até um daqueles álbuns dos anos 80, quando eles ainda gravavam pelo selo IRS.

Abraço,
WOODY

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Grande Woody,
mas é isso mesmo, o In The Attic é um disco de sobras e tal, vendo por esse lado é bem interessante; já o novo eu não paro de escutar, hoje eu até vi o videoclip da Supernatural Superserious, bem bacana.
Grande abraço.
Valeu!
ML

Sr do Vale disse...

Maddy, tô baixando pela influência da sua resenha...sabe como é, o cara quando consegue credibilidade, é outra coisa.

Mas se eu não gostar...lixeira neles sem dó.

Por enquanto, não posso dizer nada, mas se você falou que é bom, eu acredito.

Abraços.

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Grande Sr do Vale,
sinceramente, eu espero que você goste, é claro que não é prog, mas é um rock alternativo sincero e de qualidade inquestionável, tem até umas baladas que provavelemente a patroa vai gostar... rsrsrs Se não gostar, é isso aí, lixeira neles!
Agora, quanto à minha credibilidade, acho que deve ter caído uns % depois do post de duplas eletrônicas... OU não? rsrs
Abração, parceiro.
Valeu!
ML

Sr do Vale disse...

Maddy, como sempre, você nos recebe com muita simpatia.
Quanto a sua credibilidade, acho que com essa nova vertente, vamos dizer moderninha, acho que vai realmente ter muitos velhinhos como eu, com saudades do Delirium, mas por outro lado, vai rolar uma galera nova no pedaço.

Abraços.

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

REM é covardia. Uma das poucas coisas que podem ser aproveitadas daqueles anos 80. Já tô baixando esse novo, véio!
[]ões

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Fala, hombre!
Pois é, uma das poucas. Pra mim R.E.M. e U2 têm histórias meio parecidas (bandas inicialmente alternativas que, em certo momento, se tornaram mega-sucesso, tiveram altos e baixos, mas continuam na ativa, com sucesso, até hoje), apesar das diferenças musicais. Uma outra que fica meio que por aí, também, é o The Cure, mas desse você não gosta... rsrsrs
Valeu!
ML