sexta-feira, 18 de abril de 2008

Cafetões Musicais




Sneaker Pimps - Becoming X (1996)




A história do Sneaker Pimps pode ser dividida em antes de depois desse seu primeiro disco, ‘Becoming X’. Chris Corner (guitarra, violão, teclado, baixo e programações), Liam Howe (teclados e programações) e Kelli Dayton (vocais) obtiveram grande êxito com o disco, caíram nas graças dos críticos e do público, teve clipes rodando na MTV, e pelo menos três singles de grande sucesso, e isso tudo, para uma banda que não faz exatamente o estilo ‘comercial’ e que mistura trip-hop, eletropop e rock, foi um grande feito. Seja lá o que alcançaram, foi com mérito, porque o disco é realmente muito bom, daqueles que envelhecem bem: lançado em 1996, não perdeu nada em sonoridade e qualidade, tanto musical quando de produção. A música ‘6 Underground’ fez parte da trilha sonora de alguns filmes e ‘Becoming X’ ainda rendeu um disco de remixes, lançado dois anos depois de seu lançamento.
Após todo o sucesso, a cantora Kelli Dayton saiu da banda, trocou o nome para Kelli Ali e hoje segue solo, com uma carreira de sucesso e alguns excessos. Depois da saída de Kelli, o Sneaker Pimps se reformulou com novos músicos, Chris assumiu os vocais, e continuaram lançando discos (tem um previsto para esse ano), mas nenhum deles conseguiu igualar a qualidade e o sucesso de seu debut.

Novos Links
12 faixas, VBR 224/320
Parte 1 (59,95mb) – Sharebee
Parte 2 (51,43mb) – Sharebee

2 comentários:

woody disse...

Caraca velho!
Depois do The Chemical Bro, aí de baixo (que por sinal não gosto nem um pouco) achei vc seria capaz de postar qualquer coisa, mas Sneaker Pimps me pegou de surpresa. Eu tenho esse disco há algum tempo e também mais um sem a Kelli Dayton. Querendo te descolo.
Gosto do som deles e nunca tinha encontrado alguém que tb curtisse esse som, na verdade pouca gente conhece isso. Cedezinho bacana!

Abraço,
WOODY

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Grande Woody,
antes tarde do que nunca, vou responder.
Comprei esse disco graças a um amigo 'antenado' com as novidades, logo que foi lançado; umas duas ou três semanas depois fui a um show deles que foi muito bom, apesar da Kelli, na época, ter uma fraquíssima presença de palco.
Tenho os outros discos deles também, mas a voz dela faz falta, além disso acho esse disco tão bom que seria difícil os caras manterem a mesma qualidade.
Valeu!
Abração.
ML