quarta-feira, 8 de abril de 2009

O Pântano Eclético Futebol Clube (2)

Foi agendado um amistoso e quase não tive tempo de armar a equipe; os principais clubes não liberaram seus jogadores e tive que improvisar. De qualquer maneira, acho que consegui manter qualidade da seleção anterior. Então, vamos nessa que o time já está em campo e o árbitro já vai iniciar a partida.

Angra – Holy Land (1996)
10 faixas, VBR 224/320, 136,9mb – Sharebee






Muitos dos amantes do Metal odiaram esse disco, alguns críticos o elogiaram efusivamente; o mesmo aconteceu como ‘Roots’, do Sepultura. Tudo isso por conta de elementos de música brasileira contidos em ambos. Em minha humilde opinião, mesmo que a comparação não seja justa, ‘Holy Land’ ganha disparado do ‘Roots’, não só por ser muito mais inspirado e também por toda a produção e pela óbvia competência dos músicos, mas, principalmente, por ter conseguido fazer muito melhor essa fusão entre ritmos tão diferentes. Pra mim, esse é um dos discos de Metal da década de 90 que já se tornaram clássicos.
Wikipedia

Carlos Malta E Pife Muderno (1999)
11 faixas, VBR 224/320, 89,08mb – Sharebee





Esse disco é uma viagem por vários ritmos regionais de nosso extenso país de milhares de Culturas. A reverência por essas Culturas aqui é tratada com modernidade, ótima produção e a genialidade de Carlos Malta e todos os músicos do Pife Muderno, com destaque para o sempre surpreendente Marcos Suzano (o ‘Jimi Hendrix do pandeiro’). O disco ainda conta com as participações de Lenine e Pedro Luís & A Parede.
Wikipedia

Cypress Hill – Black Sunday (1993)
14 faixas, VBR 224/320, 97,89mb – Sharebee





Eu já disse aqui no blog que não sou muito chegado ao rap/hip hop, mas esse disco é fenomenal; já tem mais de 15 anos e ainda não enjoei dele, acho que por causa do estilo mais ‘largadão’ dos caras, o tom cínico e debochado, além dos samples muito bem sacados (entre muitos, tem ‘The Wizard’, do Black Sabbath e ‘Son Of A Preacher Man’, de Dusty Springfield). Além disso, o sincero engajamento deles em prol da ‘erva do diabo’, a tal da Mary Jane, é válido e muito bem defendido no encarte.
Wikipedia

The Jimi Hendrix Experience – BBC Sessions (1998)
CD1: 18 faixas
CD2: 19 faixas
Parte 1: VBR224/320, 110,06mb – Sharebee
Parte 2: VBR 224/320, 117,73mb – Sharebee

Jimi Hendrix era um músico que mandava muito bem tanto no estúdio quanto ao vivo, com suas surpreendentes improvisações e toda a genialidade e entrosamento da banda. Aqui nós podemos ouvi-los, de uma certa forma, unindo seus dois habitats, ou seja, tocando ao vivo nos estúdios da BBC, com a maestria de sempre. Vários dos seus clássicos aparecem em versões matadoras. Como curiosidades, as participações de Alex Korner, tocando slide em ‘(I’m A) Hoochie Coochie Man’, e Stevie Wonder, mandando ver nas baquetas em ‘Jammin’’ e ‘I Was Made To Love Her’.
Wikipedia

Next Five Miles Vol. 1 (1995)
18 faixas, VBR 224/320, 134,52mb – Sharebee






Essa coletânea foi produzida pela Warner, e apresenta algumas bandas de vários estilos de rock alternativo do seu cast; são elas: Mudhoney, The Flaming Lips, Babes In Toyland, Filter, The Muffs, Wilco, Goo Goo Dolls, Poster Children e Seven Day Diary; cada uma aparece com duas faixas dos discos que lançaram naquele ano (1995).

Quella Vecchia Locanda – Il Tempo Della Gioia (1974)
5 faixas, VBR 224/320, 70,75mb – Sharebee





Clássico total do rock progressivo italiano, pra lá de essencial em qualquer coleção. Lembro quando comprei esse LP, com sua capa maravilhosa e um vinil de qualidade superior (coisa rara entre os lançamentos italianos); paguei caro, mas valeu cada Cruzeiro! rsrsrsrs
Wikipedia + Prog Archives

Sagrado Coração Da Terra (1985)
10 faixas, VBR 224/320, 80,08mb – Sharebee





Para mim, esse é o melhor disco do Sagrado, um disco maravilhoso, com ótimas composições e passagens belíssimas do violino de Marcus Viana; pena que ele não tenha mantido a qualidade deste nos discos posteriores...
Wikipedia

Soul Asylum – Grave Dancers Union (1992)
12 faixas, VBR 224/320, 94,34mb – Sharebee





No auge do grunge o Soul Asylum, que já não era uma banda tão nova assim e que não fazia um som aos moldes das bandas de Seattle, lançou esse disco recheado de hits, mostrando todo o seu potencial. Estourou, vendeu horrores, teve ao menos 4 clips de alta rotação na MTV e ‘Grave Dancers Union’ acabou virando um clássico. Tudo isso foi justo, porque o disco é realmente excelente, todas as músicas têm forte apelo e alta qualidade. Com pouco mais de 16 anos, é um disco que cai bem até hoje.
Wikipedia

Tears For Fears – Elemental (1993)
10 faixas, VBR 224/320, 100,95mb – Sharebee





Depois do mega sucesso do disco ‘The Seeds Of Love’ e da seqüente e traumática saída de Curt Smith, ninguém esperava que a banda voltasse à ativa; mas Roland Orzabal foi persistente e lançou esse disco quase que num esquema ‘solo’, onde sobram farpas para o desafeto Smith e, também, estreou seu penteado com chapinha progressiva (como podemos ver no encarte – rsrsrsrsrsrs). Mas o que interessa aqui é a Música e ‘Elemental’ é primoroso, com vários destaques, entre eles ‘Brian Wilson Said’, um ‘não-hit’ sensacional.
Wikipedia

Uriah Heep – Live (1973)
13 faixas, VBR 224/320
Parte 1: 91,27mb – Sharebee
Parte 2: 65,14mb – Sharebee





Pensei em postar esse disco naquela QuintAlive, porém achei que alguém o postaria e acabei desistindo. Como até agora não foi postado lá no Seres da Noite, eu vou aproveitar a oportunidade pra disponibilizar aqui esse discaço do Uriah Heep, um dos poucos ao vivo que figuram no meu top.
Wikipedia

Working Man – A Tribute To Rush (1996)
13 faixas, VBR 224/320, 148,29mb – Sharebee





Vários artistas do Metal se juntaram pra fazer esse tributo à banda do meu irmão Gary e seus amigos Alex e Neil, e o resultado final é excelente! A única exceção é a participação do detestável Eric Martin (vocalista do Mr Big) que conseguiu transformar em ‘baba’ uma das músicas mais insossas do Rush (‘Mission’, do disco ‘Hold Your Fire’). Entre os participantes estão: Fates Warning, músicos do Symphony X e do Dream Theater, além de Billy Sheehan, Stuart Hamm, Steve Morse, George Lynch, Jake E. Lee, Deen Castronovo, Sebastian Bach e Devin Townsend; além disso, a produção é de ninguém menos que o lendário Terry Brown.
Prog Archives

28 comentários:

Edson d'Aquino disse...

Faaaaaaala, perna de pau!!!!
Mais uma vez, muito bem escalado, pelo menos dos que conheço e tenho. Faltou escalar aquela coletânea de Barry Manilow, hehehe. Baixando o Carlos Malta!
[]ões

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Faaaaaaaaaaala, esquenta-banco!
Cara, não tô einteindeindo essa sua fixação com o Barry Manilow - isso é só porque te sacaneei por ter postado o Billy Joel? Essas coisas não entram aqui em casa, não, meu chapa! rsrsrsrsrsrsrs
Baixa esse do Cypress Hill, quero ver! rsrsrs
Abração, meu irmão.
Valeu!
ML

DAGON disse...

Fala ae Marcelão, realmente um puta post, eu tenho esse Angra e é o disco que mais curto deles, só nunca postei porque ele se acha com relativa facilidade na Net, mas realmente é um discaço.

Outro disco foda e que vou levar pq não tenho é esse BBC do Jimi Hendrix, qualquer disco desse cara é indispensável.

Detalhe esse magnífico diso do Uriah Heep ainda não foi postado pq é uma das minhas escolhas pro Quint'alive lá do SDN. Aliás ele já foi postado no Hard & Heavy tem uns meses junto com outro bom disco ao vivo deles, só que com a formação atual, pra mim um dos melhores discos ao vivo da história do rock em geral.

Abração.

Edson d'Aquino disse...

Diiiiiiiiiga, gandula!!!
Fala séééério! Vc é q me pediu pra postar BM, hehehe. Mas eu me recuso!!! E vc acha q não tenho Cypress Hill? Tenho uma compilação bem bacana comprada a 5 merréu lá na lojinha. O phoda é que quando coloco pra rolar, a Cris já arma o rolo de macarrão, hehehe.
[]ões, irmãoSinho

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaaaande Dagon!
Esse do Angra eu sei que é mole de achar por aí, mas eu tento manter um diferencial aqui, coisa que pode parecer bobagem para alguns, mas que outros dão valor e que, na verdade, são duas coisas fundamentais: um rip de alta qualidade sonora e os encartes completos - coisa que nem sempre é mole de encontrar, né, não?
Aliás, desses que eu postei, imagino que só o do Carlos Malta e a colet da Warner não sejam fáceis de achar por aí...
Esse do Hendrix eu já tinha postado no finado Delirium Dust, mas na época eu ainda não entendia muito do riscado e, se não me engano, foi num bitrate de 128k; como você disse, todos discos do negão são indispensáveis.
Foi mal com o Uriah Heep... Eu bem que tava achando estranho ele não ter sido postado no SDN - se quiser usar meus links lá, fique à vontade.
Agora, meu camarada, esse post não é aquele que eu fiz um suspense lá no H&H, mas por enquanto o suspense vai continuar... rsrsrsrsrs

Faaaaaaaaala, Copacabana!
Porra, acho que a única música que eu sei que o Barry Manilow canta é 'Copacabana'. rsrsrsrsrs
Cuidado com a Cris, porque eu sei que ela é 'insane in the brain'! KKKKKKKK

Abraços pra todos,
Valeu!
ML

Esquadrão SS disse...

Que saladona, mermão! Carai! Coisa boa por aqui que vou baixar com certeza! Gosto dese tributo ao uch. Recomendado. Abraços

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaaaaaande Johnny Rod!
Véi, a parada tem que ser eclética pra dar liga, sacou? rsrsrsrsrsrs
Depois me diz quais que você baixou.
Abração.
ML

Esquadrão SS disse...

iii, brother, tô ligado de coé! hehehe
To baixando asylum e o carlos. Borá dá um look na parada. E num dorme em cima da carne seca não, morô!? hheuaheuah

DAGON disse...

Po com encartes completos não acha mesmo não, acha no máximoa rips com a capa frontal e nada mais, assim a parada fica show mesmo.

Quanto ao Uriah Heep tem nada não, o Quintalive é mais um referencial, eu já tenho ele postado há tempos como te falei.

Orra xará ta me deixando curioso com esse post, quebra o galho e mata logo a vontade de um curioso vai...

Abração.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Qualé, Esquadrônico!
Ih, ó o cara, aí, ó! Num saquei coé a da parada de dormir em cima da carne seca, não, cumpadi. rsrsrsrsrs
Vou te dizer: eu quase detesto saxofone, se for alto ou soprano, então... Mas o Malta é um daqueles que ouço com prazer, até porque ele também toca vários outros instrumentos de sopro.

Graaaaaaaaande Dagon!
Beleza, então - Uriah Heep na moleira! rsrs
Sobre o post, vou te dar uma pista: você já postou lá no H&H uns discos em que esse cara toca - inclusive vou botar os links desses discos aqui (hehehe), mas mais detalhes só na semana que vem.
Paciência uma virtude é; o espírito eleva e sabedoria traz - como diria Yoda... rsrsrsrsrs

Abração, maluKos!
Valeu!
ML

lu gasp disse...

Boa, Maddy Lee! Fiquei com Cypress Hill e Soul Asylum.
Abraços, da
Lu

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Beleza, Lu!
Depois tenta o Next Five Miles, acho que você vai curtir.
Beijaço.
ML

Franck disse...

Este es mi equipo de futbol favorito!!! jajajaja
Grande Marcello, que buena selección de discos. Ese disco de Angra me recuerda mis tiempos en la universidad en que escuchábamos Angra y otras bandas de metal con unos amigos, es una muy buena banda...
Un abrazo!!

DAGON disse...

Orra Maddy tu gosta de torturar mesmo, hahaha, já até tentei identificar o músico mas nada saiu da cachola, não tem jeito, aguardar uma semana é a suicide solution, rs.

Bom feriado mas por favor não coma o coelho, hahaha.

Abração.

Progshine disse...

Angra - Fantástico esse disco, e pode paracer manjado, mas eu acho Make Believe uma das melhores músicas já gravadas em solo Brasileiro. E eu tenho um amigo viciado em Angra, então foi parada obrigatória pra mim a discografia da banda rs

Carlos Malta E Pife Muderno - Não sou muito de 'ritmos regionais' (a não ser os do sul como já entreguei ao Marcellão heheheh), mas fiquei curioso.

Cypress Hill - ahnnn, não! rs

The Jimi Hendrix Experience BBC Sessions - Sem chance, eu adoro Hendrix... no estúdio. Detesto ele ao vivo.

Next Five Miles - A maioria eu conheço então essa eu passo :)

Quella Vecchia Locanda - tinha até me esqeucido que eles tinham um 2º disco (incomum com os italianos heheheh), ouvi só o 1º que eu resenhei pro Progshine, vou ouvir depois :)

Sagrado Coração Da Terra - Ainda não ouvi esse, mas eu gosto pra caramba do Flecha.

Soul Asylum - bom Runaway Train é mais que clássica, mas ainda não ouvi esse, em breve o farei, gosto dessas bandas dos anos 90.

Tears For Fears - Ainda não cheguei nesse, tava ouvindo um a um da banda, mas uma coisa eu digo e sem medo, QUE BANDA DO CARÁLEO! rs Atr Rock, na minha opinião, mais do que sensacional, a banda conseguia juntar composições com cara 'pop' com uma pegada meio jazz.

Uriah Heep - No Live records, please! rsrsrs

Working Man – A Tribute To Rush - Esse eu fiquei curioso :)

lu gasp disse...

Já baixei o Next Five Miles! Numa ouvida rápida pareceu ter uns sons bem legais que não conhecia...
Valeu!
Abraços, da
Lu

José Miranda disse...

Grande Maddy,

Uma Santa Páscoa para si e toda a Família (de sangue e blogueira).
Tenho vindo aqui sempre que posso, mas como o tempo escasseia, não tenho comentado (mea culpa).

Um grande abraço

José Miranda

Lawrence David disse...

Maravilhoso Uriah Heep Live! O Jimi hendrix realmente é uma loucura. Imagina se ele tivesse vivido mais 10 anos pelo menos ... O Soul Asylum e o Tears for fears são etéreos pops psicodélicos. O Quella Vecchia nosso bom e amado prog de tardes frias e chuvosas. Ouvi umas vezes depois que vi aqui. Grandes pedidas.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaande Franck!
O próximo jogo já está quase marcado, vá se preparando! rsrsrs
Os outros discos do Angra (com o André Matos) também são muito bons, mas nenhum supera a criatividade desse.

Faaaaaaaala, Dagon!
Cara, comer coelho cansa e da dor nas costas, porque o bicho corre muito e é baixinho que só... rsrsrsrsrsrs
Só mais uns dias, não se descabele! rsrsrs

Diegão, El Pateta!
Cypress Hill – ahnnn, sim! Você diz isso porque é careta, meu véi… rsrsrsrs
Jimi Hendrix – Eu, que notoriamente não curto os 'ao vivo', me amarro nesse.
Sagrado – Pra mim esse é o único disco deles que vale, o resto é só o resto; se você não conhece esse (grande falha!), depois de ouvir vai acabar desprezando os outros discos da banda.
Depois me diz o que achou dos que baixou daqui.

Querida Lu!
É muito legal te ver mais vezes por aqui e ainda por cima gostando dumas paradas que eu posto – maneiríssimo!! rsrsrs

Faaaaaaaaaaaaaaaala, El Mirandón!
Sua presença aqui é sempre um grande prazer, meu camarada! Uma ótima Páscoa pra você e todos os seus.
Não se preocupe com os comentários, afinal você tem crédito infinito aqui nessa birosca! rsrsrs

Digaí, Lourenço!
Fico imaginando o Hendrix velhinho, fazendo shows em Las Vegas, com aquelas convenções de sósias… rsrsrsrsrs Ultra bizarro! rsrsrsrs
Agora, meu irmão, sobre Soul Asylum e Tears For Fears serem 'etéreos pops psicodélicos'.. O que você andou tomando ou fumando por aí, meu camarada?!?!? rsrsrsrsrs

Abraços pros maluKos e um beijaço pra menina banger trip-hópica.
Valeu!
ML

Lawrence David disse...

Gozado, são dois discos bem diferentes, mas eu vejo coisas entre eles. O Soul Asylum é diferente das bandas grunge porque tem um pé nos 80, como o Tias Fofinhas. Esse disco aí do Orzabal é um 80 cheirando a 90. Eles usam muito delay em guitarras com ou sem distorção o que dá um som etéreo. Tô pirando muito? E não fumei nada! rsrsrsrsr ...

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

OK, OK, OK, mas 'etéreos pops psicodélicos'...
O Soul Asylum chega a ser bem barulhento e pesado em algumas músicas, sem nada de psicodelia.
O Elemental até pode se encaixar melhor nessa sua definição, porque tem mesmo alguns desses elementos (a psicodelia fica só assim num cheiro do incenso de anteontem em uma ou duas faixas).
Não fumou nada! Então tá explicado! Vai fazer uma fumaça, garoto! Tá esperando o quê?!?!?! rsrsrsrsrsrs
Grande abraço!
ML

Lawrence David disse...

Hahahahahaha ... valeu!

Gualter disse...

Salve Maddy
Isso é que é salada grega. Nem sei por onde começar.
O Soul Asylum eu já tenho, mas foi bom lembrar que deveria ouvir, pois é uma banda bem consistente.
Esse Hendrix, como não puxar? Puxá-lo-ei (baixou o espírito do Janio Quadros) com certeza. O ômi tocava muito!!!
Gosto do Tears for Fears, dos mais antigos, que tinham uma sonoridade meio Beatles, tenho um da fase da separação (Raul, the king of spain), mas que não tem a mesma qualidade. Vamos ver esse, já que é recomendado. Já o Uriah Heep, podem até jogar pedra, mas nunca consegui ver um diferencial nessa banda... que fazer... não tem gente que não gosta do Rush?
Agora me fale um pouco do som do Quella... tem guitarra ou é daqueles italianos com muito teclado e violão? hehehehe. Brincadeirinha. Eu tenho esse e indico também.
Caro professor, o time está redondinho, só não ponha os italianos no ataque, pois o negócio deles é a defesa. Deixa como ultimo homem, o tal de Carlos Malta, que pelo nome, parece ser o lider da zaga, do tipo bem truculento...
abç Lelo

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaaaande Lelo!
Véi, manda ver nesse TFF, que é muuuuuito melhor que o 'Raoul...'
Eu coloco os discos em ordem alfabética, de acordo com nome de banda/artista, mas acho que a partir do próximo post vai em esquema tático.
Carlos Malta tá mais pra atacante, junto com o Hendrix; no gol vai o Sagrado; na zaga ficam QVL, Cypress Hill e Angra; no meio campo Working Man, que carrega o time nas costas, mais Soul Asylum e Next Five Miles, nas laterais vão TFF e Uriah Heep.
Acho que é isso... rsrsrsrsrsrs
Abração, maluKo!
Valeu!
ML

Lawrence David disse...

Muito boa essa analogia do time de futebol ... faz com a discografia do Zappa, rsrsrsrsrsrs ...

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Faaaaaaaaaala, LD!
Cara, isso seria um trabalho pra um maluco que nem você!! rsrsrs
A única certeza é que muitos desses discos ficariam no banco... rsrsrsrsrs
Valeu!
ML

Lawrence David disse...

No Gol O primeirão, Freak Out, e Absolutely Free e o We're Only na zaga, radicais, toscos e destruidores. No ataque eu botaria o Overnight Sensation e o Zoot Allures, incríveis goleadores que agradam a todos. O meio de campo seria eclético: Um Grand Wazoo instrumental,Sheik Yerbouty meia atacante e Tinseltown Rebelion no meio do meio. Nas laterais o Hot Rats - que é um marco do Jazz rock - e o Jazz from Hell na esquerdinha. O cabeça de área tem que fazer de tudo, então vou de Apostrophe. É tanto que daria pra fazer um time só de reservas ... srsrsrsrsrsrrsss.

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Faaaaaaaala, LD!
Esse time aí apanharia fácil do Ibis ou do Tabajara, porque o Zappa não entende nada de futebol, talvez só de futebol americano, que não é jogado com os pés e nem tem uma bola (como se chama aquilo? um quibe?), bem non-sense como ele... rsrsrsrs

Valeu!
ML