terça-feira, 2 de setembro de 2008

A Banda Do Dave Grohl

Acho que todo mundo que vem aqui ao blog conhece o Foo Fighters e, provavelmente, tem um ou outro disco deles (ou todos!); então não vou escrever nada além de que gosto bastante dos três primeiros discos deles, tanto que são os únicos que achei que valiam à pena ter na minha coleção particular – sendo que o primeirão, salvo algumas músicas realmente excelentes, nem é tão bom assim... – e que estou disponibilizando-os aqui, ripados com alta qualidade e encartes completos.

Quem quiser mais informações pode acessar a Wikipedia (in english, ou em português) ou checar o site oficial da banda aqui.

Foo Fighters (1995)
12 faixas, VBR 224/320, 92,97mb
Sharebee

The Colour And The Shape
13 faixas, VBR 224/320
Parte 1 (52,25mb) – Sharebee
Parte 2 (47,21mb) – Sharebee

There Is Nothing Left To Lose
11 faixas, VBR 224/320, 94,63mb
Sharebee

10 comentários:

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Falaê, doidio!!!!
Se amarro-me em Foo Fighters e, realmente, estes 3 são fundamentais. Mas os demais são bacaninhas também. E um show dos Foos é de arrasar!
[]ões

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Faaaala, hombre!
Dos outros todos da banda, acho que uma coletânea cairia bem, porque têm realmente umas músicas excelentes no meio de muitas marromeno ou ruins.
O show deles é fooooooda! Até aquele no Rock In Rio III, apesar dos pesares, foi muito bom.
Abração, meu irmão.
Valeu!
ML

woody disse...

Vishhh véio! Não é Nirvana, mas é rock, até meio POP, MAS É BÃO D+!

Abraço,
WOODY

Progshine disse...

Marcello, Foo Fighters, puta banda, uma das poucas do 'mainstream' realmente boas, mas o senhor não gostou nem do álbum mais novo? :)

Anônimo disse...

Bom dia, Marcelo
Seu pântano é sempre cheio de surpresas. Não conheço muito o Foo, só um pouco do Nirvana, mas nele o Dave estava meio na sombra.
Sem dúvida o cara tem energia ao vivo. Vou puxar esses 3 para conhecer. Já que parece que você gosta deles ao vivo, e eu particularmente gosto mais trabalhos ao vivo do que em estúdio (desde que bem gravados), te pergunto qual seria o "ao vivo", CD ou DVD que vc indicaria deles?
Abç e continue fazendo esses "monstros" surgirem desse pântano elétrico. Lelo.

Kumamoto disse...

realmente, os tres primeiros sao imcomparaveis. eu tenho a discografia completa (nao oficial). e tem muita coisa boa nos novos, como uma musica do "In your honor / Skin and Bones" - DOA, por exemplo.
e como um colega meu mesmo disse: "todo que o dave grohl toca, é sucesso!" - nao confirmo, mas uma coisa eu acho, o cara sabe o que faz!

Kumamoto

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

. Véi Woody,
mizifio, é isso tudo aí, mesmo, com toda a razão! E não é o Nirvana mesmo - descontando a sua importância, o Nirvana só tem dois discos (Nevermind e MTV Unplugged) e meio (In Utero) bons, acho o Bleach fraco e não estou levando em consideração coletâneas, ao vivo e bootlegs; já o Foo Fighters tem uma carreira mais longa e no começo não se levavam muito à sério, talvez por isso fossem tão bons, depois que começaram a se levar mais à sério foram ficando meio chatos.
. Sr Progshine,
o disco novo é bem bão, melhor que alguns anteriores, mas acho que ainda não tem a força desses primeiros. Essa coletânea 'The Missing Pieces' até que é bem legal, também.
. Grande Lelo!
Somos justamente ao contrário: não gosto de discos ao vivo, mas gosto de assistir aos shows, seja em DVD ou cara-a-cara, mas os discos ao vivo, com algumas exceções, não fazem muito a minha cabeça.
O FF tem um ao vivo meio acústico, meio elétrico, 'Skin And Bones', que eu acho meia boca (rsrsrs), mas há que se descontar, certo?
Qualquer DVD deles deve ser bom porque eles são excelentes em cima do palco, o Dave é um cara carismático e tem aquele jeitão de gente boa, além da banda ter um ótimo repertório pra shows.
Valeu pelos elogios, ainda tem muitos outros monstros pra sair do baú! rsrsrs
Abraços pra todos.
Valeu!
ML

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Kumamoto,
você já deve ter ouvido zilhões de trocadalhos do carilho com o seu nome, então não vou fazer mais nenhum... rsrsrsrs
Seja bem-vindo.
Tem várias músicas boas em todos os outros discos, com certeza, mas acho que 'no bojo' nenhum deles se iguala a esses primeiros.
O Probot não é ouro mas é Metal puro! rsrsrs

Lelo,
esqueci de te falar sobre a coisa do Grohl ficar meio 'na sombra' no Nirvana. Não sei porque a mídia escolheu o Kurt Cobain pra ser o maldito/queridinho, um cara frágil, esquisito, que não cantava e nem tocava lá essas coisas, mas era bom compositor, acho que nem ele compreendia, por isso fez o que fez. O Nirvana era o que era por causa dos três, é o que eu acho, é aquela coisa de grupo - um por todos, todos por um. E também porque nenhuma banda que tenha um batera como o Grohl pode ser ruim - o cara bate muuuuuuito! Eu nem curtia muito o Nirvana, mas no show deles no Hollywood Rock teve um close do Dave Grohl no telão - ele estava sem camisa e no braço dava pra ver bem nítida uma tattoo com o 'símbolo' do John Bonham. Por causa desse mero detalhe passei a gostar mais do Nirvana rsrsrsrsrs Porra, se aquele tremendo batera era tão fã assim do Bonham, a banda tinha que ser boa! rsrsrsrs
Valeu!
ML

Marco Túlio disse...

Sempre q posso venho ao P. Elétrico, conhecer bandas até então pouco divulgadas e mesmo desconhecidas pra mim, seus textos trazem muitas informações. Gostaria de saber em qual disco do Foo Fighters tem a faixa q usam o talc-box(não sei se é assim q escreve)é um efeito vocal/guitar. usado tb por Peter Frampton,sabe?Grato.

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Marco Túlio,
seja bem vindo.
A música que você está procurando é 'Generator', faixa 5 do There Is Nothing Left to Lose, e o efeito é o talk-box mesmo, que parece um cano de mangueira ligado ao amplificador. rsrsrsrs
Valeu!
ML